Mais lidas
Share

Campinense vence, vai à semifinal e dá "férias" ao maior rival

Foto: ASCOM/Campinense Clube
Campinense e Treze protagonizaram, na tarde deste domingo (24), mais uma edição do Clássico dos Maiorais. A partida foi realizada no estádio Amigão, em Campina Grande, e terminou com a vitória da Raposa por 2 a 1.
Os gols do rubro-negro foram marcados por Negretti e Everaldo. Altemar descontou para o Galo. Com o resultado, além de manter o tabu de não perder para o rival, o Campinense se classificou para as semifinais da competição e vai enfrentar o CSP.
O JOGO
Os três jogos do Estadual teriam que começar simultaneamente. Teriam, mas não foi bem isso que aconteceu. Somente o confronto entre Paraíba x CSP iniciou no horário previsto. Em João Pessoa e Campina Grande as partidas tiveram amis de 15 minutos de atraso. Embora os árbitros e auxiliares pedissem para as equipes se posicionarem, a bola só rolou quando os quatro times finalmente decidiram jogar.
O jogo começa com a 'trombada' dos jogadores Brasão e Toninho. Eles batem cabeça e precisam receber atendimento.
A Raposa veio para mostrar que está em boa fase e abriu o placar aos 19 minutos. A jogada começou com a cobrança de falta de Filipe Ramon. Ele levantou a bola na área e Negretti concluiu.
Mas o Galo não quis se abalar com o gol sofrido e aos 25 minutos empatou o confronto. Altemar aproveitou o rebote de Gledson no chute de Mael e deixou tudo igual.
Aos 33 minutos o Alvinegro tenta novamente com um belo chute de fora da área. Rosivaldo soltou a bomba e Glédson foi obrigado a fazer uma excelente defesa.
Apesar das tentativas, o placar seguiu inalterado com o empate em 1 a 1.

SEGUNDO TEMPO

O técnico Diá aproveitou o intervalo para fazer uma mudança no time. Saiu Filipe Ramon e entrou Everaldo.
Mal começou o segundo tempo e a Raposa ampliou a vantagem sobre o Galo. Apenas três minutos haviam sido jogados. Tempo suficiente para Everaldo mandar uma bomba no ângulo da meta trezeana.
Agora, precisando de dois gols para continuar sonhando, o técnico Marcelo Vilar mexe no time. Ele tira Elanardo e põe Everaldo e saca Rosival do para entrada de Diego Neves.
Rodrigão, que pouco havia aparecido, surgiu aos 34 minutos com um excelente chute na trave. Quase gol da Raposa.

O placar terminou com a vitória do rubro-negro e a classificação para a fase seguinte do Estadual. O Galo, por sua vez, está eliminado e sem calendário para o restante da temporada.
Ficha técnica
Campinense
Gledson, Fernando Pires, Joécio, Tiago Sala, Negretti, Danilo, Magno, Filipe Ramon (Everaldo), Róger Gaúcho (Adalgiso Pitbull), Rodrigão e Raul.
Técnico: Francisco Diá.
Treze
Saulo, Roninho, Alisson Santana, Izaías, Patrick, Altemar, Elanardo (Everaldo), Mael, Doda, Brasão e Rosivaldo (Diego Neves).
Técnico: Marcelo Vilar
Árbitro:  Roberto Lima
Auxiliares: Oberto Santos e Griselildo Sousa
Quarto árbitro: Francisco Santiago
Quinto árbitro: Laurismar Alves
 Texto: Tambaú 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog do Campinense não tem qualquer vínculo com o site oficial do Campinense Clube.

Em postagens antigas, é possível haver erros de português e digitação. Pedimos desculpas, mas não tem como corrigir tantas postagens. Caso você perceba algum, por favor comente e corrigiremos o mais rápido possível.

Seja sócio da Raposa

Traduzido Por: Mais Template - Designed: Blogger Templates - Curioso Curiosidades